SLU vai contratar mais 400 garis no período de combate ao coronavírus

O novo presidente do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal, Edson Duarte, que assumiu ontem, em substituição a Felix Angelo Palazzo, anunciou que o governo do DF vai fazer um aditivo aos contratos firmados com as três empresas de limpeza urbana e coleta de lixo que atendem a cidade para permitir a contratação de 400 novos garis.
“Essa medida proporcionará dois benefícios. Em primeiro lugar abrirá postos de emprego e depois será de grande importância no combate ao coronavírus”.

Duarte era presidente do Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Brasília Ambiental (IBRAM).

Novo diretor-presidente do SLU disse que as três empresas que fazem o serviço de coleta de lixo no DF iniciaram está semana a limpeza diária de todos os hospitais do DF com água quente e produtos químicos. A higienização começou pelas unidades de Ceilândia, Sobradinho e Hran (Asa Norte). Depois a iniciativa foi estendida a outras, como Hospital de Base, Universitário, Materno Infantil e de Planaltina. O trabalho será de segunda a sábado sem prazo para acabar. A limpeza dos hospitais acontece entre as 19 horas e 3 horas da manhã.

No Hran, por exemplo, a limpeza será às segundas, quartas e sextas-feiras. Em Taguatinga, Brazlândia e Samambaia o trabalho vai ocorrer duas vezes por semana. No Gama, Santa Maria, Guará e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) a assepsia será todos os dias. Cada “faxina” conta com três caminhões-pipa, com 12 mil litros de água quente cada, usando uma substância de limpeza pesada que é administrada por quatro garis.

Primeira reunião

Na primeira reunião com a equipe do SLU, Edson Duarte tratou do remanejamento das equipes de limpeza urbana. “Nós constatamos que aumentou o lixo residencial, já que as pessoas estão em casa, enquanto o lixo do centro da cidade, locais que concentram escritórios, diminuiu. Por isso estamos solicitando às empresas contratadas que enviem as equipes para onde há mais necessidade.

Outra medida foi tomada no encontro com a equipe do SLU foi determinar às empresas que forneçam aos garis o Equipamento de Proteção Individual (EPI) necessário para o trabalho. “Os garis já utilizam equipamento de proteção, mas agora esse cuidado deve ser intensificado. O lixo doméstico passa representar um risco maior, pode estar causar contaminação por coronavírus”, avaliou Edson Duarte. Segundo o novo presidente do SLU, também foi solicitado que as empresas concessionárias de limpeza urbana do DF intensifiquem a conscientização dos garis sobre a necessidade de fazer bom uso do material de proteção que lhes for fornecido.

Na reunião de ontem, Edson Duarte também tratou da criação de novas lagoas para depósito de chorume no aterro sanitário do DF. Segundo ele, o período de chuva, que ainda não terminou, faz com que o chorume aumente e é para depositá-las são necessárias novas lagoas sanitárias. O encontro com a equipe foi positiva. Estou chegando no SLU para colaborar. No momento estou mapeando a situação. O trabalho iniciado será mantido”, concluiu.

Fonte: http://www.samambaiaempauta.com.br/


Voltar ao inicio

Sobre: Rodrigo Ferreira

Formado em Sistemas de Informação, Rodrigo Ferreira atua no mercado de Tecnologia a mais de 9 anos. Sempre teve um espírito empreendedor e hoje gerência sua própria empresa na área de Desenvolvimento e Marketing Digital.

Veja isso!!

Vaga para Motoboy – 01.04.2020

ATENÇÃO LEIA ANTES DE PROSSEGUIR: Todas as vagas ofertadas neste site são repassadas por Empresas e …

Grupos WhatsApp